Quatro empresas gaúchas passam na primeira fase de edital da Ancine

Em dezembro de 2016 a Agência Nacional do Cinema – Ancine – lançou o seu primeiro edital voltado diretamente à produção de obras audiovisuais brasileiras independentes de jogos eletrônicos. Quatro empresas associadas da Associação de Desenvolvedores de Jogos do RS – ADJogosRS passaram pela primeira fase de seleção do edital: Southbox, de Passo Fundo; Imgnation, de Santa Maria, IzyPlay, de Pelotas e Epopeia, de Porto Alegre.

O edital segue os moldes mais antigos de publishers, em que a empresa responsável por cobrir os custos da produção também passa a ter direito sobre os lucros até que o investimento retorne. É o que explica o diretor de criação da IzyPlay, Everton Baumgarten Vieira, que destaca a importância que o edital traz para o mercado de games como um todo.

“Foi muito importante esse primeiro passo da Ancine. Primeiramente, por ser mais burocrático e visando muito o retorno do investimento para eles. O que não ocorre mais com os projetos de financiamento de editais para filmes. É um caminho natural, uma evolução dos editais, que ficarão mais flexíveis para focar na receita do desenvolvedor”, salienta Everton, que considera a decisão da Agência um importante marco e espera que os games trilhem o mesmo caminho da indústria cinematográfica no país.

A resposta do edital, através das quatro empresas gaúchas selecionadas, ajuda a reforçar a efetividade do trabalho da ADJogosRS no mercado do estado. “Houve uma organização do pessoal da Associação, se ajudando para que tivéssemos mais projetos das empresas associadas aprovados”, exaltou Orlando Fonseca, da Imgnation.

“A Associação foi muito importante para o sucesso nessa primeira fase. Através da ADJogosRS pudemos participar de um evento em que o pessoal da Ancine tirou diversas dúvidas em relação ao edital, bem como um especialista em editais que pode responder diversas perguntas dos associados”, explicou Daniel Merkel, co-fundador da Southbox. Ele também salientou a importância de a Associação oferecer este evento em transmissão online, facilitando para a empresa que é baseada no interior do estado.

Para Gustavo Silveira, Sócio da Epopeia, a aprovação na primeira etapa demonstra a maturidade da empresa para além de criar jogos. ”A primeira etapa dedicava-se a apresentação de documentação, e termos sido aprovados mostra que estamos bem preparados também como administradores e gestores de negócios”, avalia. Agora, a empresa passa para a fase de defesa de conceito e jogabilidade, e Gustavo acredita que o projeto da Epopeia está bem alinhado com as expectativas da Ancine, pois tem uma veia cultural forte e temática atualizada da literatura clássica brasileira.

Este foi o primeiro edital lançado pela Ancine voltado ao investimento na produção de obras audiovisuais brasileiras independentes de jogos eletrônicos. A Chamada Pública PRODAV 14/2016 vai disponibilizar R$ 10 milhões em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), que deverão resultar na produção de 24 jogos eletrônicos para a exploração comercial em consoles, computadores ou dispositivos móveis. O edital ainda conta com mais duas fases.

Cupcake, empresa associada à ADJogosRS, fecha parceria milionária de investimento

A Cupcake Entertainment, empresa de Porto Alegre e associada à Associação de Desenvolvedores de Jogos Digitais do RS – ADJogosRS, fechou um investimento de US$ 1 milhão junto a asiática Playlab, uma das mais importantes no segmento de jogos casuais no mundo. A empresa gaúcha estava em conversação com os gigantes da indústria desde 2015, quando foram acelerados pelo GameFounders.

Na ocasião, o time da Cupcake teve mentoria com Jakob Lykkegaard Pedersen, CEO da Playlab. A Cupcake mostrou, ao longo dos últimos 18 meses, um crescimento de 45% mensais e também viu sua receita crescer três vezes desde o último setembro, reinvestindo seu próprio dinheiro em três jogos de sucesso: Letters of Gold, Words of Gold e Numbers of Gold.

“Nosso plano para 2017 é crescer ainda mais rápido e terminar o ano com US$24 milhões de receita, o que nos coloca como a maior empresa de games do Brasil. Para conseguir isso vamos precisar crescer o time, consolidar nossa presença em jogos mobile além de continuar nosso crescimento no Facebook”, exalta o Diretor de Marketing da Cupcake Entertainment, Gabriel Stürmer.

Stürmer também salienta a importância da ADjogosRS para o crescimento do mercado nacional. “Acredito que o cenário gaúcho é um dos mais desenvolvidos do país, o que é um mérito da ADJogosRS”, comenta. Para Gabriel, o crescimento da Cupcake pode influenciar o mercado e, consequentemente, outras empresas. “As maiores empresas brasileiras ganham em um ano o que as maiores do mundo ganham em um dia, e nós esperamos mudar isso e influenciar outros empreendedores da área de games”, explica.

ADJogosRS divulga dados do mercado gaúcho de games em 2016

cap_adjogosA direção da Associação de Desenvolvedores de Jogos Digitais do Rio Grande do Sul – ADJogosRS divulga dados relacionados aos trabalhos da associação e das 30 empresas associadas no último ano. Ao longo de 2016, a soma do faturamento das empresas chegou a R$ 8,5 milhões, o que representa um crescimento de 30% em relação a 2015 e um acréscimo de 183% em relação aos dados levantados em 2013, ano de fundação da associação. Em relação às oportunidades de negócios, 70% das empresas estão envolvidas em alguma negociação.

O ano de 2016 foi de intensa produção para as empresas associadas, com 81 jogos desenvolvidos, sendo 35% desses voltados para a prestação de serviços e 65% com games próprios. A ADJogosRS também contou com 265 pessoas trabalhando nas empresas associadas, sendo 25% sócios, 45% funcionários e 30% de freelancer.

Durante o último ano, 80% das empresas associadas tiveram a oportunidade de participar de eventos nacionais. Ao todo, a ADJogosRS esteve presente, na figura de seus associados, em 6 eventos diferentes: Bring (5 empresas), BIG (11 empresas), BGS (7 empresas), SBGames (10 empresas), Unite (7 empresas) e DASH Games (23 empresas). O Rio Grande do Sul conta, hoje, com cerca de 80 empresas de games.

Outro dado importante divulgado no relatório de associados da ADJogosRS é referente a formação das empresas: 13 delas são oriundas de faculdades; 27% dos profissionais das empresas são graduados em Jogos Digitais, sendo 40% deles formados na Feevale; 17% na Unisinos; 17% na Uniritter; 17% na PUCRS e 9% de outras instituições de ensino.

ADjogosRS fez primeira reunião do ano com associados

A nova direção da ADjogosRS 2017 fez no dia 27 de janeiro a primeira reunião do ano com as empresas associadas, em Porto Alegre. Na ocasião, o novo presidente da entidade, Ivan Sendin, apresentou o planejamento para os próximos dois anos da associação, mostrou dados do relatório 2016, que em breve será divulgado com informações sobre o desempenho do mercado de games no RS, bem como apresentou dados financeiros da entidade, focando assim em uma maior transparência nas ações. “Vou fazer uma gestão horizontal e transparente, por isso é fundamental que todos saibam como estamos, onde estamos e para onde estamos indo, para que possam colaborar. Quem ganha com isso é o mercado de jogos e as empresas que compõe a associação”, destacou Ivan. Entre os objetivos do planejamento estão tornar o mercado mais estável, aumentar o faturamento das empresas, participar de eventos e capacitar os empreendedores.

Após um ano de palestras que foram oferecidas às empresas associadas, em 2017 a capacitação terá formato de Workshops, realizados em parceria com o Sebrae. A grande diferença é que os workshops serão mais práticos e interativos. Serão realizados de 15 em 15 dias, aos sábados, com carga horária de 8 horas, e todas as empresas podem se inscrever, tanto para assistir um tema de interesse, como para ministrar um, sobre assunto que domine e possa compartilhar. “Esse ano queremos que as empresas digam o que querem aprender e o que podem compartilhar com as outras empresas”, explicou Ivan. A ADjogosRS também está concorrendo a dois novos editais públicos, que visam garantir verbas para ações de fomento às empresas e profissionais e para o Dash Games 2018.

A participação em eventos nacionais e internacionais com subsídio para as empresas associadas é outra ação que está no planejamento. Para 2017 são sete eventos: em maio o BRING, em Brasília (DF); e a área de games da Fenadoce, em Pelotas (RS); em junho, o BIG, em São Paulo (SP) e o Gamepolitan, em Salvador (BA); em agosto, o Gramado Summit, em Gramado (RS); em outubro, a BGS, em São Paulo (SP) e em novembro, o Web Summit, em Lisboa, Portugal. Para as empresas associadas é oferecido subsídio de 50% nos eventos nacionais e 30% nos internacionais.

ADJogosRS escolhe nova diretoria após eleição

direcao_2017No último dia 2 de dezembro, a Associação de Desenvolvedores de Jogos Digitais do Rio Grande do Sul – ADJogosRS – realizou eleição para determinar a sua nova gestão. Após quatro anos de atividades, a Associação terá como presidente Ivan Sendin, da Epopeia. Sendin, que era diretor executivo da ADjogosRS, foi candidato único e será o sucessor de Caco Idiart. O vice-presidente escolhido foi Cassio Selig, da empresa Mindtrick.

O processo eleitoral também determinou Bruno Pilgrim, da Painful Smile, como novo executivo da Associação e André Schaan, da Vox, como responsável pelo setor financeiro. A ADJogosRS terá como conselheiros em sua nova gestão Orlando Fonseca, da Imgnation, Everto Vieira, da Izyplay e Wallace Morais, da Hermit Crab.

“Essa será a diretoria mais horizontal que teremos nesses anos de Associação. Todos nós estamos motivados, engajados para aprender, planejar e executar as ações que tendem a evoluir ainda mais o mercado gaúcho”, exaltou o novo presidente, Ivan Sendin. Ele também salientou que a nova gestão já está colocando em prática o planejamento para os próximos 2 anos e que, em breve, novidades serão divulgadas.

ADJogosRS realiza Game Pitch Day em parceria com o SEBRAE no dia 3 de dezembro

A Associação de Desenvolvedores de Jogos do Rio Grande do Sul – ADJogosRS – realizará no dia 3 de dezembro o Game Pitch Day. O evento, que acontece no Bar 512 (Rua João Alfredo, 512, Cidade Baixa – Porto Alegre), tem como objetivo oferecer às empresas um espaço para que testem seus jogos e ouçam importantes feedbacks do público. O evento também será um importante espaço para contatos determinantes para o futuro de alguns projetos. O Game Pitch Day é realizado em parceria com o SEBRAE-RS.

“O evento é importante para colocarmos em teste todos os jogos que estão sendo planejados para 2017, isso ajudará a termos um excelente feedback e, com ele, evoluirmos na produção”, destacou o diretor executivo da ADjogosRS, Ivan Sendin. O Game Pitch Day também será importante para escolher as empresas que irão representar a Associação no Game Connection, que acontece em março de 2017 nos Estados Unidos.

Epopeia, Izyplay, Canvas Mobile, DragonTail, Utopia, Vox, Painful Smile, Hermit Crab, Mr. Dev Studios, e Natebits são as empresas participantes do pitch. Todas as empresas, com exceção da Mr. Dev Studios, terão expositores no evento. Além delas, a Revolver Game Studio também terá um espaço para mostrar ao público o seu trabalho. Para participar do Game Pitch Day é necessário fazer uma inscrição gratuita pelo site https://www.sympla.com.br/game-pitch-day__103691.

ADJogosRS prepara-se para transição de presidentes

No dia 2 de dezembro a Associação de Desenvolvedores de Jogos Digitais do Rio Grande do Sul – ADJogosRS – realizará uma eleição para determinar a troca de sua diretoria. Após quatro anos de atividades, Caco Idiart, atual Presidente, deixará o comando da Associação. A votação contará com um candidato único, Ivan Sendin, atual diretor-executivo da ADJogosRS. A chapa ainda é composta por Cassio Selig como Vice-Presidente e Andre Shan para o setor financeiro.

Caco Idiart ressalta que, ao longo dos quatro anos de trabalho, a Associação cresceu e atingiu metas maiores daquelas esperadas quando o trabalho começou. “Acho que a Associação cravou uma bandeira. Ela tem um espaço pra ela e é respeitada hoje. A  ADJogosRS virou referência para muitas outras associações, não só nacional como internacionalmente”, destacou.

Durante os últimos quatro anos foi notório, também, o crescimento de empresas que fazem parte da ADJogosRS. “Uma das coisas que eu mais me orgulho é que muitas empresas que eram muito pequenas conseguiram crescer e alcançaram um espaço muito bom no mercado”, explica Carlos ao salientar este como o diferencial do trabalho que têm sido feito no cenário gaúcho de games.

“Esse é o nosso diferencial, trabalhamos com uma ideia de conjunto entre as empresas e exercitamos um trabalho de troca”, orgulha-se Idiart. Outro aspecto importante que o atual Presidente da ADJogosRS destaca é o fato de a Associação ter vencido diversos editais públicos, o que demonstra ainda mais a competência dos envolvidos e colabora para estreitar parcerias e tornar o mercado de games do Rio Grande do Sul um dos maiores do Brasil.

Representantes gaúchos marcam presença na Game Connection, em Paris

No mês de outubro a cidade de Paris recebeu a Game Connection Europe, evento voltado para os negócios da indústria de videogames e que reuniu produtores, desenvolvedores e empresas na capital francesa entre os dias 26 e 28. A Associação de Desenvolvedores de Jogos Digitais do Rio Grande do Sul – ADJogosRS – esteve presente no evento na figura de seu Presidente, Caco Idiart. Quem também aproveitou o evento para reuniões comerciais foi a empresa Hermit Crab, de Porto Alegre.

“Fomos participar do Game Connection pois é um evento estratégico para nós”, destaca Wallace “Wakko” Morais, fundador do Hermit Crab. “Mostramos alguns de nossos trabalhos para negociar acordos de publicação e de investimentos. Nosso foco foi em nosso último projeto, “The Blur Barbosa Vs. Aliens”, mas outros projetos também foram discutidos e  chamaram atenção das publicadores”, contou.

Apesar de o Hermit Crab vir participando de eventos importantes do calendário dos games nos últimos anos, como o BIG Festival e o DASH Games, a estrutura do evento europeu chamou atenção de Wakko. “Os grandes representantes da indústria mundial estão presentes e a troca de experiência com empresas de outros países, outros continentes, foi algo que nos agregou muito conhecimento sobre o mercado externo”, exaltou. Morais também destaca que o evento entrou no calendário de compromissos da empresa para os próximos anos e exaltou a oportunidade de representar a parcela gaúcha de desenvolvedores brasileiros no evento.

Para Caco Idiart, Presidente da ADJogosRS, o evento foi uma excelente oportunidade de perceber o crescimento da Associação ao longo dos últimos anos. “Agora a associação está mais madura, mais conhecida. Em outros eventos éramos desconhecidos, mas agora as pessoas já passam a interagir conosco”, explica Caco que destaca a presença de diversos convidados que fizeram parte do DASH Games, evento promovido pela Associação entre os dias 6 e 8 de outubro, na cidade de Lajeado-RS.

“A experiência foi muito válida porta conta disso, além de incentivar as nossas aspirações e consolidar negociações”, exaltou Idiart que também salientou a proximidade entre ADJogosRS e a organização do Game Connection, algo que pode render frutos no futuro. “Vamos conversar sobre espaços para nós e como podemos fazer isso”, destacou.

Empresas gaúchas de games participam de grandes eventos da indústria de jogos digitais em São Paulo

Neste mês de setembro, a Associação de Desenvolvedores de Jogos Digitais do Rio Grande do Sul – AdjogosRS – participa de três importantes eventos da indústria de games em São Paulo. Uma equipe de 15 integrantes da ADjogoRS e de algumas empresas associadas estarão no SBGames (www.sbgames.org/sbgames2016/), que acontece de 8 a 10 de setembro, maior evento acadêmico da América Latina na área de Jogos e Entretenimento Digital, e da Unite São Paulo (https://unity3d.com/pt/events/unite-sao-paulo), realizada um dia depois, 11 de setembro, e que reúne artistas, desenvolvedores, publishers, instrutores e entusiastas da Unity do Brasil.

O grande objetivo da comitiva, que já esteve no Brasil Games Show, encerrado neste dia 5 de setembro, também em São Paulo, é interagir com outras empresas do país e acumular experiências adquiridas com as programações de cada um dos eventos. “Queremos fornecer experiência de mercado e gerar mais networking com outras empresas do país e do mundo”, destacou o diretor-executivo da Associação, Ivan Sendin. Para Ivan, é importante a ADjogosRS mostrar apoio a todos os eventos que, de alguma forma, incentivem o mercado no Brasil e mostrem os potenciais do setor.

Na SBGames, a empresa associada Utopia Game Studio irá palestrar sobre o seu jogo “Ilha do Presídio”, que também concorre no evento ao prêmio “Jogos de Estudantes”.  “Ilha do Presídio é um jogo de terror psicológico que se passa em uma ilha real que foi utilizada durante a ditadura militar para alojar presos políticos e presos comuns”, explica a co-fundadora da Utopia, Nathalia Cruz. A ilha retratada no jogo se localiza no município de Guaíba, região metropolitana de Porto Alegre. “Um fator muito importante é mostrar um pouco de um lugar do Rio Grande do Sul para o resto do Brasil e, quem sabe, o mundo”, explicou Nathalia.

A comitiva é composta por Carlos Idiart, presidente de ADjogosRS, Vitor Lopes (Grimoire), Marcela Trujilo (Souking), Guilherme Gonçalves e Wallace Morais (Hermit Crab), Bruno Mello Nunes (Painful Smile), Nathalia Oliveira (Utopia), Matheus Sampaio e Bianca dos Santos (Midnight Creators), Guilherme Heckel e Leandro Michel (Mr. Dev Studio), Orlando Fonseca (Imgnation), Andre de Souza (Vox Studio), Luiz Reolon e Leonardo Pietrowski (Yoho).

Game de empresa gaúcha está entre os selecionados para o SBGames

A Utopia Game Studio, empresa criada há menos de um ano em Porto Alegre, está entre os selecionados para participar do XV Simpósio Brasileiro de Games e Entretenimento Digital – SBGames – que acontece entre os dias 8 e 10 de Setembro em São Paulo. O estúdio, que é associado da ADjogosRS, faz parte da seleção oficial do evento na categoria Jogos de Estudantes, com o game “Ilha do Presídio”.

“Ilha do Presídio é um jogo de terror psicológico que se passa em uma ilha real que foi utilizada durante a ditadura militar para alojar presos políticos e presos comuns”, explica a co-fundadora da Utopia, Nathalia Cruz. A ilha retratada no jogo se localiza no município de Guaíba, região metropolitana de Porto Alegre. “Um fator muito importante é mostrar um pouco de um lugar aqui do Rio Grande do Sul para o resto do Brasil e, quem sabe, o mundo”, explicou Nathalia.

A produção da Utopia Game Studio foi selecionada entre mais de 200 jogos que foram inscritos no SBGames. Os organizadores do simpósio escolheram 75 games (50 na categoria profissional e 25 na categoria estudante) que serão apresentados no evento de setembro e participarão de um concurso. “Nossa expectativa para o evento é a melhor possível, estamos muito felizes por termos sido selecionados e ter essa oportunidade é um passo muito importante para o caminho que estamos trilhando”, destacou o CEO da Utopia, Eduardo Caringi.

Os integrantes da Utopia Game Studio esperam que a participação no evento renda bons contatos para garantir o futuro de “Ilha do Presídio”. “O jogo é apenas uma versão demo, que se tornará um jogo completo se conseguirmos o investimento para concluir o projeto. O SBGames será importante para os negócios, divulgação do projeto e, quem sabe, encontrar um investidor para viabilizar o projeto”, exalta Nathalia. A empresa busca investimento financeiro para que possa investir em material, resultando em produções com qualidade superior.