Representantes gaúchos marcam presença na Game Connection, em Paris

No mês de outubro a cidade de Paris recebeu a Game Connection Europe, evento voltado para os negócios da indústria de videogames e que reuniu produtores, desenvolvedores e empresas na capital francesa entre os dias 26 e 28. A Associação de Desenvolvedores de Jogos Digitais do Rio Grande do Sul – ADJogosRS – esteve presente no evento na figura de seu Presidente, Caco Idiart. Quem também aproveitou o evento para reuniões comerciais foi a empresa Hermit Crab, de Porto Alegre.

“Fomos participar do Game Connection pois é um evento estratégico para nós”, destaca Wallace “Wakko” Morais, fundador do Hermit Crab. “Mostramos alguns de nossos trabalhos para negociar acordos de publicação e de investimentos. Nosso foco foi em nosso último projeto, “The Blur Barbosa Vs. Aliens”, mas outros projetos também foram discutidos e  chamaram atenção das publicadores”, contou.

Apesar de o Hermit Crab vir participando de eventos importantes do calendário dos games nos últimos anos, como o BIG Festival e o DASH Games, a estrutura do evento europeu chamou atenção de Wakko. “Os grandes representantes da indústria mundial estão presentes e a troca de experiência com empresas de outros países, outros continentes, foi algo que nos agregou muito conhecimento sobre o mercado externo”, exaltou. Morais também destaca que o evento entrou no calendário de compromissos da empresa para os próximos anos e exaltou a oportunidade de representar a parcela gaúcha de desenvolvedores brasileiros no evento.

Para Caco Idiart, Presidente da ADJogosRS, o evento foi uma excelente oportunidade de perceber o crescimento da Associação ao longo dos últimos anos. “Agora a associação está mais madura, mais conhecida. Em outros eventos éramos desconhecidos, mas agora as pessoas já passam a interagir conosco”, explica Caco que destaca a presença de diversos convidados que fizeram parte do DASH Games, evento promovido pela Associação entre os dias 6 e 8 de outubro, na cidade de Lajeado-RS.

“A experiência foi muito válida porta conta disso, além de incentivar as nossas aspirações e consolidar negociações”, exaltou Idiart que também salientou a proximidade entre ADJogosRS e a organização do Game Connection, algo que pode render frutos no futuro. “Vamos conversar sobre espaços para nós e como podemos fazer isso”, destacou.

Empresas gaúchas de games participam de grandes eventos da indústria de jogos digitais em São Paulo

Neste mês de setembro, a Associação de Desenvolvedores de Jogos Digitais do Rio Grande do Sul – AdjogosRS – participa de três importantes eventos da indústria de games em São Paulo. Uma equipe de 15 integrantes da ADjogoRS e de algumas empresas associadas estarão no SBGames (www.sbgames.org/sbgames2016/), que acontece de 8 a 10 de setembro, maior evento acadêmico da América Latina na área de Jogos e Entretenimento Digital, e da Unite São Paulo (https://unity3d.com/pt/events/unite-sao-paulo), realizada um dia depois, 11 de setembro, e que reúne artistas, desenvolvedores, publishers, instrutores e entusiastas da Unity do Brasil.

O grande objetivo da comitiva, que já esteve no Brasil Games Show, encerrado neste dia 5 de setembro, também em São Paulo, é interagir com outras empresas do país e acumular experiências adquiridas com as programações de cada um dos eventos. “Queremos fornecer experiência de mercado e gerar mais networking com outras empresas do país e do mundo”, destacou o diretor-executivo da Associação, Ivan Sendin. Para Ivan, é importante a ADjogosRS mostrar apoio a todos os eventos que, de alguma forma, incentivem o mercado no Brasil e mostrem os potenciais do setor.

Na SBGames, a empresa associada Utopia Game Studio irá palestrar sobre o seu jogo “Ilha do Presídio”, que também concorre no evento ao prêmio “Jogos de Estudantes”.  “Ilha do Presídio é um jogo de terror psicológico que se passa em uma ilha real que foi utilizada durante a ditadura militar para alojar presos políticos e presos comuns”, explica a co-fundadora da Utopia, Nathalia Cruz. A ilha retratada no jogo se localiza no município de Guaíba, região metropolitana de Porto Alegre. “Um fator muito importante é mostrar um pouco de um lugar do Rio Grande do Sul para o resto do Brasil e, quem sabe, o mundo”, explicou Nathalia.

A comitiva é composta por Carlos Idiart, presidente de ADjogosRS, Vitor Lopes (Grimoire), Marcela Trujilo (Souking), Guilherme Gonçalves e Wallace Morais (Hermit Crab), Bruno Mello Nunes (Painful Smile), Nathalia Oliveira (Utopia), Matheus Sampaio e Bianca dos Santos (Midnight Creators), Guilherme Heckel e Leandro Michel (Mr. Dev Studio), Orlando Fonseca (Imgnation), Andre de Souza (Vox Studio), Luiz Reolon e Leonardo Pietrowski (Yoho).

Game de empresa gaúcha está entre os selecionados para o SBGames

A Utopia Game Studio, empresa criada há menos de um ano em Porto Alegre, está entre os selecionados para participar do XV Simpósio Brasileiro de Games e Entretenimento Digital – SBGames – que acontece entre os dias 8 e 10 de Setembro em São Paulo. O estúdio, que é associado da ADjogosRS, faz parte da seleção oficial do evento na categoria Jogos de Estudantes, com o game “Ilha do Presídio”.

“Ilha do Presídio é um jogo de terror psicológico que se passa em uma ilha real que foi utilizada durante a ditadura militar para alojar presos políticos e presos comuns”, explica a co-fundadora da Utopia, Nathalia Cruz. A ilha retratada no jogo se localiza no município de Guaíba, região metropolitana de Porto Alegre. “Um fator muito importante é mostrar um pouco de um lugar aqui do Rio Grande do Sul para o resto do Brasil e, quem sabe, o mundo”, explicou Nathalia.

A produção da Utopia Game Studio foi selecionada entre mais de 200 jogos que foram inscritos no SBGames. Os organizadores do simpósio escolheram 75 games (50 na categoria profissional e 25 na categoria estudante) que serão apresentados no evento de setembro e participarão de um concurso. “Nossa expectativa para o evento é a melhor possível, estamos muito felizes por termos sido selecionados e ter essa oportunidade é um passo muito importante para o caminho que estamos trilhando”, destacou o CEO da Utopia, Eduardo Caringi.

Os integrantes da Utopia Game Studio esperam que a participação no evento renda bons contatos para garantir o futuro de “Ilha do Presídio”. “O jogo é apenas uma versão demo, que se tornará um jogo completo se conseguirmos o investimento para concluir o projeto. O SBGames será importante para os negócios, divulgação do projeto e, quem sabe, encontrar um investidor para viabilizar o projeto”, exalta Nathalia. A empresa busca investimento financeiro para que possa investir em material, resultando em produções com qualidade superior.

Empresa gaúcha teve game indicado no Casual Connect, nos Estados Unidos

A Hermit Crab Studio, empresa que faz parte da Associação de Desenvolvedores de Jogos Digitais do Rio Grande do Sul – ADjogosRS – teve seu game (The Blur Barbosa Vs Aliens) indicado na categoria Jogo do Evento – Escolha da Audiência, no Indie Prize, atração do Casual Connect, evento de jogos digitas independentes que aconteceu em julho, em São Francisco, nos Estados Unidos.

Com sede em Porto Alegre, a empresa encabeçada por Wallace Morais, fez parte da centena selecionada pela equipe do evento entre mais de mil projetos inscritos. O game foi desenvolvido em parceria com o jogador de basquete brasileiro Leandrinho Barbosa, que atua na NBA e na Seleção Brasileira. “A recepção do público foi muito boa! Especialmente devido a região onde aconteceu o evento”, destaca Wallace. Leandrinho atuou nas últimas temporadas pelo Golden State Warriors, equipe de Oakland, cidade próxima a São Francisco.

A indicação é mais um passo importante para a indústria nacional de jogos digitais. “O crescimento do nosso setor tem sido notório, tanto que eventualmente somos destaques nas principais redes de comunicação do país. Isso é importante por vários motivos: incentivamos mais pessoas a entrar nesse mercado, fomentamos novos negócios e mostramos como nossa indústria criativa pode ser sempre mais forte”, avalia Wallace.

O Indie Prize é uma atração paralela ao Casual Connect que busca por jogos independentes desenvolvidos ou em estágio final de produção. No evento, os games ficam na área de showcase, onde podem ser julgados por juízes especializados e, também, pelo público do evento.

ADjogosRS e Imgnation Studios debateram realidade virtual, em São Paulo

O vice-presidente da Associação de Desenvolvedores de Jogos Digitais do Rio Grande do Sul – ADjogosRS e Fundador da Imgnation Studios, Orlando Fonseca Júnior, foi um dos participantes e palestrantes do BRVR, primeiro evento nacional voltado a realidade virtual, que aconteceu em São Paulo, no dia 16 de Julho. O BRVR tem como objetivo reunir produtores de conteúdo, pesquisadores e visionários de novas tecnologias e linguagens. Além da participação de Orlando, o Presidente da ADjogosRS, Carlos Idiart, também esteve no evento para acompanhar o mercado e realizar contatos importantes para o desenvolvimento da Associação.

“Foi um privilégio estar presente, receber o feedback do público sobre o nosso jogo e ainda poder palestrar com o pessoal que vem produzindo games de realidade virtual aqui no Brasil”, destacou Orlando. A Imgnation, empresa de Santa Maria, trabalha com realidade virtual desde 2014, quando foi convidada pela Samsung para participar de um novo projeto da marca, voltado para a nova tecnologia.

Orlando também participou de uma palestra ao lado de outros desenvolvedores de jogos voltados para realidade virtual. O painel contou com a participação de Paulo Souza, Evangelista da Unreal Engine no Brasil, Ana Ribeiro, da Pixel Ripped, Tiago Moraes, da Ovni Studios e Victor Hasselmann, da Black River Studios. “A participação foi muito intensa, e esperamos que muitos outros eventos como esse aconteçam em breve. Destaco, ainda, o quão organizado e promissor foi esse primeiro BRVR”, exaltou Orlando. O evento divulgou no Youtube a palestra completa com desenvolvedores, que pode ser assistida aqui https://www.youtube.com/watch?v=x7KkT2HxYQs.

Associação de Jogos Digitais do RS celebra resultados do BIG Festival

A Associação de Desenvolvedores e Jogos Digitais do Rio Grande do Sul – ADjogosRS, entidade gestora do Arranjo Produtivo Local de Jogos Digitais RS – APL Games RS – celebra os resultados das empresas gaúchas de games na 4ª edição do Brazil’s Independent Games Festival – BIG Festival, encerrado no dia 3 de julho, em São Paulo.  Além de participar do evento e ministrar palestras para o público, três empresas associadas venceram as principais categorias na premiação, incluindo Melhor Jogo e Melhor Jogo Brasileiro.

A comitiva levada pela ADjogosRS à São Paulo contou com 14 empresas associadas. A ação foi uma parceria entre a associação e o Sebrae, que ajudou a custear 30% das passagens e hospedagens dos desenvolvedores. No total, os representantes das empresas gaúchas participaram de 180 reuniões, tanto dentro quanto fora do matchmaking e as expectativas são de resultados positivos neste período pós-evento.

Conforme Ivan Silveira, diretor executivo da ADjogosRS, além de encontros comerciais, a associação teve a oportunidade de estreitar relações com outros grupos que estiveram no evento. “Conversamos com o pessoal do MIND, grupo de empresas de Minas Gerais; RING, do Rio de Janeiro e o BIND, da Bahia, todos com o objetivo de fomentar a construção e a organização das associações, compreender as necessidades de cada região, além de buscar viabilizar a participação deles no DASH, evento que a ADjogosRS vai promover em outubro desse ano e que divulgaremos novidades em breve”, conta Ivan.

 Para o presidente da ADjogoRS, Carlos Idiart, os bons resultados que a entidade vem conquistando junto às empresas de games já são resultado das ações de promoção e fomento à indústria de games do RS, executadas pela associação desde o início do ano. “A participação em eventos e a capacitação das empresas são ações concretas que estão sendo viabilizadas pelas verbas dos editais que conquistamos e estamos investindo de forma que o benefício seja revertido para a promoção e consolidação do mercado”, avalia Carlos.

Gaúchos levaram os principais prêmios do evento

Durante a premiação realizada no dia 30 de junho, três empresas gaúchas venceram em diferentes categorias. A Rockhead Games, de Porto Alegre, venceu a categoria Melhor Jogo Brasileiro, pelo título Starlit Adventures. Já o jogo Horizon Chase, da também porto-alegrense Aquiris Game Studio, faturou o prêmio na categoria Melhor Jogo. Essa foi a primeira vez que um game desenvolvido por uma empresa brasileira venceu a categoria. A Imgnation Studios venceu o prêmio BIG Starter Entretenimento, pelo jogo Monowheels VR.

“Horizon Chase ter vencido como Melhor Jogo do BIG foi incrível. E também histórico, já que foi a 1ª vez que um brasileiro venceu a principal categoria do festival. A Aquiris está em festa! Em especial porque um prêmio com esta grandeza avaliza ainda mais a importância de Horizon Chase como um dos principais jogos já feitos pela indústria nacional até hoje”, declarou o CEO da Aquiris Game Studio, Israel Mendes.

“Estamos muito felizes por Starlit Adventures ter sido eleito o melhor jogo brasileiro do festival! Este reconhecimento indica que acertamos em muitas escolhas feitas nos últimos anos. Nos sentimos orgulhosos e motivados para continuar lançando novos games baseados no universo de Starlit”, exaltou o CEO da empresa Rockhead Games, Christian Lykawka, que também agradeceu o apoio daqueles que acreditam na indústria brasileira.

Já Orlando Fonseca, Diretor Criativo da Imgnation Studios, destacou a importância da conquista do prêmio BIG Starter Entretenimento, dado ao jogo Monowheels VR. “Ganhar o Big Starter de melhor jogo de entretenimento valida ainda mais o que a gente vem fazendo, e ainda nos ajuda a continuar melhorando cada vez mais o jogo. Em uma indústria nascente como a realidade virtual, esse reconhecimento é algo muito importante”, exaltou.

ADjogosRS enviará comitiva ao BIG Festival, em São Paulo

A Associação de Desenvolvedores e Jogos Digitais do Rio Grande do Sul – AdjogosRS, entidade gestora do Arranjo Produtivo Local de Jogos Digitais RS – APL Games RS – estará com uma comitiva no Brazil’s Independent Games Festival – BIG Festival – evento de business na área de jogos independentes. O festival acontece em São Paulo de 25 de junho a 3 de julho.

“O BIG Festival dá várias oportunidades de negócios, desde prêmios em concurso a reuniões de negócios com os mais variados setores de mercado do mundo”, explicou o Diretor Executivo da ADjogosRS, Ivan Sendin Silveira. Ele também exaltou a importância de participar do evento visando evoluir o mercado nacional dos associados, participando de reuniões importantes com entidades privadas e governamentais. “Irmos com essa caravana significa que estamos crescendo o nosso mercado e nosso objetivo é fomentar isso ainda mais”, exaltou.

As empresas associadas que estarão no grupo que viajará ao BIG Festival são: Izplay, Souking, Epopeia, Monsterbed, Hermit Crab, Imgnation, Canvas Games, Natebits, Guilbi, Painful Smile e Cupcake.

Associação de Games do RS realiza workshops gratuitos com desenvolvedores da Unreal e Unity em universidades

A Associação de Desenvolvedores e Jogos Digitais do Rio Grande do Sul – ADjogosRS, entidade gestora do Arranjo Produtivo Local de Jogos Digitais RS – APL Games RS – oferece aos estudantes de diferentes universidades da Grande Porto Alegre workshops com membros das empresas Unreal e Unity ( desenvolvedoras de engine para games). Os eventos também serão abertos ao público geral e são gratuitos.

“A ideia é dar oportunidade para essas duas empresas parceiras da Associação de divulgarem melhor a sua engine para todas as pessoas que tem interesse em desenvolver jogos”, destacou o Diretor Executivo da ADjogosRS, Ivan Sendin Silveira. Ele também explica que existirá uma ação em parceria com as universidades para que os alunos tenham a oportunidade de falar e receber conselhos do representante oficial da plataforma que o estudante utilize para trabalhar.

Workshops da Unreal, de 13 a 15 de junho

Os workshops serão ministrados por Paulo Souza, Evangelista Oficial da Unreal no Brasil. Souza abordará em suas conversas temas como o panorama da Unreal Engine, otimização de jogos com a plataforma e como construir jogos de corrida trabalhando com a Unreal. No dia 13 de junho, das 19h às 22h, o evento acontecerá na PUCRS; no dia 14/06, das 9h às 13h é a vez da Unisinos, em São Leopoldo, receber os workshops. No mesmo dia 14, das 14h às 18h, o worskshop é na Uniritter Porto Alegre. No dia 15, das 14h às 22h, na Feevale.

 Workshops da Unity, de 20 a 24 de junho

Os workshops serão ministrados por Jay Santos, Evangelista Oficial da Unity no Brasil. Durante as conversas, Santos abordará as temáticas de criação de jogos para realidade virtual e criação de jogos multiplayer. No dia 20 de junho o workshop é na PUCRS, das 9h às 17h. No dia 21, das 14h às 17h, é a vez da Feevale receber o evento. Nos dias 22 e 23, os campi da Unisinos Porto Alegre e São Leopoldo, respectivamente, recebem as palestras das 9h às 17h. A programação encerra-se no dia 24, na Uniritter Porto Alegre, das 9h às 17h.

Mais informações sobre inscrições podem ser adquiridas diretamente com as universidades participantes.

Associação de games divulga relatório sobre mercado no Rio Grande do Sul

A Associação de Desenvolvedores de Jogos Digitais do Rio Grande do Sul – ADjogosRS, entidade gestora do Arranjo Produtivo Local de Jogos Digitais do Estado do RS – APL Games RS, completa três anos neste ano e divulga dados sobre o cenário das empresas associadas no mercado de games do Rio Grande do Sul (dados compilados de 2013 a 2015). O estado é pioneiro na produção de games no Brasil, estando em segundo lugar, depois de São Paulo.

 Conforme levantamento, o faturamento das empresas em 2015 foi de R$ 6,5 milhões, um crescimento de 103% em relação a 2013, ano de fundação Associação. O aumento ocorreu devido ao crescimento da produção de jogos de prestação de serviço e propriedade intelectual (jogos próprios). Em 2013, 80% das empresas dedicavam a sua produção a prestações de serviços e somente 20% a propriedade intelectual. Em 2015, esses índices foram de 41,55% de prestação de serviço e 58.45% de propriedade intelectual. Foram 77 jogos produzidos no ano pelas 30 empresas associadas, um crescimento de 130% em relação a 2013, que teve 33 jogos.

Ivan Sendin Silveira, diretor executivo da ADjogosRS, destaca essa mudança de comportamento. “As empresas estão fazendo a escolha de investir maior o seu tempo e dinheiro na sua propriedade intelectual. Um dos fatores se deve ao crescimento na maturidade das empresas em conseguirem planejar a gestão dos investimentos de Prestação de Serviços e gerarem lucros para investimento nos games próprios”. Conforme Carlos Idiart, Presidente da ADjogosRS “o aumento do dólar também impactou positivamente para as empresas desenvolvedoras na venda de seus jogos. Já que os jogos são voltados para venda no exterior”, explica.

O bom momento do mercado é refletido na participação das empresas em programas internacionais. Oito empresas gaúchas associadas fazem parte do Programa de Incubação da Sony ou da Microsoft e duas das quatro empresas que foram para o GameFounders, maior programa de aceleração de Startups de Games do mundo, também são do RS. O sucesso dos jogos com o público consumidor também é ouro indicador. São exemplos de jogos desenvolvidos por empresas gaúchas que tiveram bom desempenho em 2015: Toren (50 mil downloads – PC e Console); Starlit (5 Milhões de downloads – Mobile); Letra de Ouro (500 mil usuários no Facebook) e Horizon Chase. Todos esses jogos tiveram investimento próprio e já obtiveram retorno gerando lucro para as empresas investirem em novos produtos.

Em relação ao perfil das empresas desenvolvedoras de games do RS, a ADjogosRS identificou a existência de 80 empresas, sendo 30 associadas a entidade. São empresas jovens e pequenas, com tempo de vida entre 1 a 8 anos, e média de 2 a 6 profissionais, oriundas, em sua maioria, de Porto Alegre e Região Metropolitana, além de Pelotas, Gramado e Santa Maria.  Com uma média de 10 jogos desenvolvidos por ano em diferentes plataformas, a maior parte das empresas desenvolve para mobile (Android e IOS), seguidos por PC, consoles e web.

As empresas que responderam a pesquisa da ADjogosRS geram 350 empregos, sendo 55% de profissionais fixos e 45% de freelances. Destes empregos gerados, 180 profissionais atuam diretamente com o desenvolvimento de games e 84% deles possuem graduação ou pós-graduação, sendo 40% com formação especifica em jogos digitais. Os clientes que as empresas da associação trabalham se expandem para outras regiões do país como SP; PE; DF; RJ; SC; AM; MT; PR e internacionalmente em países como Estados Unidos, Finlândia e Áustria.

Power up, evento de jogos digitais acontece nesta quinta, 19 de maio, em Porto Alegre

A Associação de Desenvolvedores de Jogos Digitais do Rio Grande do Sul – ADjogosRS, entidade gestora do Arranjo Produtivo Local de Jogos Digitais do Estado do RS – APL Games RS, em parceria com a empresa associada Souking, realiza a 4ᵃ edição do evento Power Up, no dia 19 de maio, no UniRitter (Rua Orfanotrófio, 515), em Porto Alegre. O evento promove palestras das 19h às 22h com empresas, análises de jogos criados por estudantes do Rio Grande do Sul e um concurso.

Com o objetivo de promover a inovação e formação dos criadores, além de aprimorar os portfólios dos estudantes de jogos digitais no estado por meio da avaliação de seus projetos, o evento contará com o Concurso Souking-Power Up. Serão julgados, através da avaliação de empresas associadas e do voto popular, jogos em duas categorias: Melhor Jogo Ludum Dare 35 desenvolvido no RS e Melhor Jogo Acadêmico desenvolvido no RS. As votações ocorrerão exclusivamente pelo site da Souking.

Podem participar do concurso pessoas com idade acima de 16 anos completos, desde que sejam residentes no estado do Rio Grande do Sul. O participante também precisa estar interessado em ser parte de uma equipe de, no mínimo, 2 integrantes, sendo um deles o responsável pela criação do jogo.

As inscrições ficam abertas até o dia 06 de maio, às 23h59 e devem ser realizadas no site da Souking (www.souking.com.br/inscricao-powerup). No ato da inscrição, o representante deve informar um nome fictício dado a equipe, quantidade de membros e seus respectivos nomes. O concurso terá uma semana de duração, com a votação popular indo ao ar no dia 11 de maio e encerrando-se no dia 18. O primeiro colocado receberá um troféu de melhor jogo em sua respectiva categoria, além de um certificado de participação. O certificado também será dado ao 2º e 3º colocado.